Seguidores

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Sopa da pedra

Com o.. frio ai a querer , visitar-nos e ficar por algum tempo, nada melhor que uma sopa, bem quentinha , a valer por prato único. Eu faço assim e você??? gostaria de saber.
como todos sabem faço tudo na base do olhometro,  por isso cada uma colocará as quantidades ajustadas, as suas necessidades rsrsr, aqui vai:-
De véspera  , escalde e raspe a orelha e a cabeça de porco, e um pouco de chispe ( pé e perna de porco), lave bem e salgue. No dia seguinte retire o sal das carnes e leve a cozer com bastante agua. Juntamente com o toucinho o chouriço  e as cebolas, e um folha de louro.
Depois das carnes estarem bem cozidas , tempere com sal e retire da panela. Ao caldo adicione as batatas partidas em cubos pequenos e a couve cortada aos pedaços, o feijão já cozido, bem como os coentros migados e a farinheira picada com um garfo. Tendo o cuidado de a retirar passado pouco tempo para não rebentar, ( também pode ser cozida à parte e servida junto com a sopa) Retire alguns feijões da sopa, passe pelo passe vitee adicione o puré assim obtido ao caldo da sopa, misturando bem.
Deixe ferver para apurar e volte a introduzir as carnes partidas aos bocadinhos.
Manda a tradição que se introduza na terrina uma pedra redonda pequena bem lavada. podes ainda substituir os coentros por hortelã

2 comentários:

Chica disse...

Hmmmmmmmm...essa deve ficar deliciosa!

Pro frio, nada melhor,né?beijos,chica

Maria Célia disse...

Oi Lurdes
Novamente meu marido iria adorar este seu prato, sopa com pedaços de porco.
Bjos